Você já teve um veículo roubado ou conversou com alguém que o tivesse? Na maioria das vezes, isso pode ser evitado se certas normas de seguranças tivessem sido seguidas. O ladrão sempre “trabalha” com a lei do menor esforço. Se você dificultar o trabalho dele, com certeza ele irá procurar outro veículo mais fácil e não levará o seu. É importante entender o modus operandi dos marginais que furtam e roubam veículos automotores e, a partir disso, saber como evitar prejuízos materiais e emocionais. Com a escalada vertiginosa da criminalidade, os veículos (automóvel, motocicleta, caminhão etc.) passaram a ser a menina dos olhos dos marginais. Mas quais os motivos que levaram os ladrões a se especializar no furto e roubo de autos? 1) Grande quantidade de veículos nas vias publicas, juntamente com a falta de atenção dos proprietários em protegê-los. 2) Facilidade para a prática criminosa, tendo em vista a fragilidade das medidas punitivas. 3) Garantia de retorno econômico, haja vista que os bandidos que furtam e roubam veículos já sabem para quem vender o carro inteiro ou em pedaços. 4) Os autos subtraídos podem ser usados para a prática de outros crimes, tais como: roubo de carga, seqüestro, homicídio etc. 5) Não podemos esquecer daqueles marginais especializados que subtraem veículos com o intuito de adulterar a numeração do chassi e os respectivos documentos, vendendo-os como se fossem originais. 6) Muitos meliantes subtraem autos após praticarem bárbaros crimes com o intuito de lograr fuga com mais facilidade. Forneceremos agora dicas importantes para que seu veículo não seja alvo dos marginais:

  • Sempre que possível use estacionamentos particulares. Você vai pagar pelo conforto e tranqüilidade. Com isso evitara não só o roubo, mas também arranhões, o que também chateia bastante.
  • Seja observador. Focalize as pessoas que estão próximas ao local onde pretende estacionar. Tanto na sadia do seu carro, quanto na entrada, você pode ser surpreendido.
  • Seja discreto. Não ande com a chave na mão. Você poderá ficar sem ela e, consequentemente, sem seu veiculo.
  • Os namoros e bate papos em automóveis são comuns. Evite isso.
  • Não deixe nada dentro do carro. Assim, você previne um arrombamento, evitando gastos desnecessários.
  • Se possível, à noite, ao sair de casa para festas ou bailes, use um táxi, pois o seu carro estacionado na porta de um clube, teatro ou boate, estará à disposição da ação dos bandidos.
  • Trave as portas de seu carro e ande com os vidros fechados.

O fato de ser o primeiro da fila permite, obviamente, que você esteja lado a lado com a faixa de pedestre, ou seja, pessoas desconhecidas. Sabe-se lá quem são? Por isso, fique, se possível, atrás de outros carros, sempre com uma distancia viável de outros (cerca de 1 carro e meio), o que lhe permitirá uma movimentação rápida, caso seja necessária. Um dos grandes problemas das vias públicas são os pedintes. Não se impressione e nem se abale com garotinhos, bebes vulneráveis, idosos, paraplégicos etc., pois infelizmente não podemos confiar em nada disso. Seja cauteloso e não se emocione. Se você quiser fazer caridade, faça-a diretamente a uma instituição e não nas ruas, pois os artifícios usados pêlos bandidos são cruéis e podem enganar ate mesmo pessoas bem intencionadas. Constatou-se que 40% dos autos roubados estão próximos a hospitais, faculdades, estações de metro, escolas e shows, ou seja, em locais de concentração de muitas pessoas. Para finalizar lembre-se: Os veículos enchem os olhos dos marginais. Espero que os bandidos não enxerguem o seu. Não acredite no fenômeno sorte e azar. Cultive atitudes preventivas e assim, você diminuíra sensivelmente os riscos em ter um carro furtado ou roubado.