No Brasil, é comum que residências tenham gradis protegendo janelas. A finalidade é minimizar risco de invasão por criminosos. Em palestras, sempre digo que para a indústria da serralheria não existe crise econômica. A arquitetura brasileira se rendeu ao ferro como forma de proteger famílias e empresas. Mesmo em condomínios residenciais verticais, não é incomum unidades do primeiro andar terem sacadas gradeadas; isso com intuito de impedir invasão noturna por bandidos especializadas em escaladas urbanas. Em Salvador, no bairro da Mata, em 2014, uma moradora do primeiro andar de um edifício de classe média teve alguns pertences subtraídos de seu apartamento. Ao fazer análise mais apurada, notou marcas de tênis que vinham da sacada; assim descobriu o mistério. No dia seguinte, providenciou instalação de gradil em toda fachada de seu apartamento. Em 2015, o morador do segundo andar teve o mesmo problema e se socorreu à vizinha do apartamento abaixo para solicitar contato do serralheiro, pois desejava promover a mesma solução de segurança para sua unidade. Em outubro/2016, novamente o edifício foi alvo de ladrão habilidoso. Na calada da noite, marginal invadiu o apartamento do terceiro andar e subtraiu dois celulares, um notebook e carteira com dinheiro recheada de documentos pessoais do condômino. O morador notou facilmente que a rede de proteção, instalada para garantir a segurança do filho de 4 anos, fora cortada e assim ficou claro por onde o marginal adentrara. Novamente o serralheiro foi acionado para instalação de resistente gradil. Será que o criminoso vai desafiar as alturas e tentar penetrar no apartamento do quarto andar? Minha experiência como pesquisador criminal diz que sim, fato que, urge o síndico melhorar a proteção do perímetro do prédio para dificultar a intrusão de bandidos. A instalação de câmeras de segurança em pontos essenciais e o devido monitoramento interno ou externo também é necessário para identificação da tentativa de invasão e acionamento rápido da contra resposta ao sinistro.

Alguns moradores de apartamentos localizados nos primeiros andares, ao invés de instalarem gradis nas sacadas, preferem colocar sensores de presença para detecção de invasão e acionamento imediato de sirene para afugentar o marginal. Lamentavelmente, tomei ciência que um apartamento, apesar de possuir proteção na área da sacada externa, foi invadido através de uma das janelas, que geralmente permanecia aberta noite a dentro. Portanto, é recomendado, ainda, que na porta da sacada seja instalada fechadura de alta segurança, que também vai funcionar como barreira para impedir ou retardar a ação de bandidos especializados em escaladas.